Alice no País das Maravilhas. Um guia de Oxford

By Renato

A Cidade de Oxford, possui uma Arquitetura única e inspiradora. Andar pelas ruas da cidade é viver dentro de filmes e não é dificil entender de onde vieram tanta inspirações para J. R. R. Tolkien (Senhor dos Anéis), J. K. Rowling (Harry Poter) e Lewis Carroll  (Alice no País das Maravilhas).

Lewis Carroll (Charles Lutwidge Dodgson), escritor de  Alice no País das Maravilhas , viveu grande parte da sua vida em Oxford e trouxe muita inspiração desta cidade nos livros e histórias. Lewis sempre gostava de passear e brincar com crianças e foi em um passeio pelo rio Tâmisa com sua pequena amiga de 10 anos a Alice Pleasance Liddell em 1862 que ele começou a contar e inspirar a história de uma pequena menina que seguiu um coelho branco e acabou caindo em um buraco para descobrir um fantastico mundo. A história foi tão interessante e divertida que Alice Liddell pediu para que ele escrevesse a história. Ele presenteou a história terminada para ela para o Natal em 1864 e Alice no País das Maravilhas foi publicado em 1865.

Alice in Wonderland – Disney

O personagem de Alice no País das Maravilhas nasceu na cidade dos espíritos sonhadores e, como tal, existem muitos locais de Alice no País das Maravilhas que podem ser encontrados em Oxford. Acompanhe e divirta-se.

 Alice no País das Maravilhas em Oxford

A Ponte da Loucura

Lewis Carroll contou a História de Alice pela primeira vez em um passeio de barco pelo rio Tamisa. O Barco que navegava pelo rio  começou a sua viagem nesta ponto, onde atualmente temos o pub The Head of River, em Oxford. Bem proximo a este ponto, você pode alugar um barco a remo assim como Lewis Carroll fez, ou você  pode alugar um punt  (Muito mais a cara de Oxford nos dias de hoje). Salter’s Steamers é uma empresa de aluguel de barcos próximo a ponte que aluga barcos desde 1858. Talvez a empresa que alugou o barco para o passeio inspirador.

 Christ Church

Christ Church é o mais famoso Colégio da Faculdade de Oxford por causa de sua grandeza e das  locações de Harry Potter na cidade de Oxford . É também onde Lewis Carroll conheceu Alice Liddell e possui muitos detalhes presente relacionado a Alice em diversos pontos das construções para aqueles mais observadores.

Para visitar o colégio e saber todos os detalhes, visite nosso post sobre o colégio  Christ Church.

Janela de Alice na Christ Church

No refeitório da Christ Church, há uma pequena homenagem a Alice no País das Maravilhas no vitral. No canto inferior esquerdo de um dos painéis de vidro colorido está uma pequena Alice no País das Maravilhas, com longos cabelos loiros em seu icônico vestido azul. No centro do painel está o rosto de uma menina e esta é Alice Liddell.

Este vitral se encontra no meio do corredor, acima de uma lareira. Existem 8 painéis de vitrais e Alice está no canto inferior esquerdo do painel superior esquerdo, Se você não encontrar  pergunte para um guardinha   onde você pode encontrar Alice!

Apoio de Lenha na Lareira do Christ Church

No refeitório do colégio, existe duas grandes lareiras, uma de cada lado. Ao lado das lareiras um objeto de latão com um cabeça sobre um longo pescoço que segura as lenhas dentro do fogo, que foram a inspiração para o longo pescoço de Alice no Capítulo 5, “Conselhos de uma Lagarta” .

Venha, minha cabeça está livre finalmente! disse Alice em um tom de razer, que se transformou em alarme em outro momento, quando ela descobriu que seus ombros não estavam em lugar algum: tudo que ela podia ver, quando ela olhava para baixo, era um imenso comprimento do pescoço, que parecia subir como um caule de um mar de folhas verdes que ficavam bem abaixo dela.

Capítulo 5, as aventuras de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll

A Porta de Alice

Uma porta no colégio serviu de inspiração para uma parte do primeiro capítulo da história, onde Alice se esforça para passar por uma porta com um belo jardim do outro lado mas ela sempre encontra vários problemas, seja pelo tamanho dela ou pela chave da porta.

A porta original esta no Christ Church e é um símbolo de muito mistério. Infelizmente a porta não é aberta ao publico, pois apenas o Reitor tem a permissão para atravessa-la. Ela conecta a Deanery and Cathedral Gardens, que são privadas.

A coleção de Lewis Carroll na biblioteca

Com o interesse em manter as memórias de Lewis Carrol viva, existe uma biblioteca  com  muitos de seus escritos originais, desenhos, cartas de autógrafos e manuscritos em sua biblioteca. Infelizmente, a biblioteca é fechada ao  público,  mas muitas coleções de Lewis Carroll foram digitalizadas. Você pode ver algumas imagens relacionadas à criação de Alice no País das Maravilhas aqui .

A Loja de Alice

A loja de Alice, é uma loja especializada em artigos de Alice no País das Marvilhas, em Oxford. O edifício foi construído no século 15 e era uma loja de doces vitoriana. Na verdade, é onde Alice Liddell comprou doces quando criança e aparece em Through the Looking Glass!

A pequena loja foi apelidada de “Alice’s Shop”  assim que as histórias se tornaram bem conhecidas, mesmo que continuasse como uma mercearia. Desde meados dos anos 60, a loja começou a vender as lembranças de Alice no País das Maravilhas. A loja é agora um tesouro de presentes, lembranças e recordações temáticos de Alice no País das Maravilhas.

Museu da Cidade de Oxford

O museu da cidade de Oxford, conta a história da cidade de Oxford e seus moradores. O museu possui uma área exclusiva para Alice e outras coisas relacionadas. Aqui você poderá encontrar objetos úncicos e pessoais pertencentes a Alice Liddell e Charles Dodgson. Aqui você encontrará o estojo, a tesoura e o selo do cartão de visitas de Alice. Há também o relógio de bolso de Dodgson, que não funciona mais e parou às 1:17.

Museu da História Natural

No museu da história natural,  existe uma pintura de um Dodo do pintor holandês Jan Savery, que se acredita ter inspirado Lewis Carroll, além de  um precioso exemplo do Dodo que foi adquirido em 1860. O   Dodo foi uma ave que foi  naturalmente extinta.

“O que eu ia dizer”, disse o Dodó em tom ofendido, “era que a melhor coisa para nos secar seria uma corrida do Cáucaso.”

Capítulo 3, as aventuras de Alice no País das Maravilhas, por Lewis Carroll

FATO DIVERTIDO: O Dodô também representa o próprio Dodgson como ele tinha uma gagueira e se apresentava como “Do-Do-Dodgson”

O Dia de Alice

Todos os anos o primeiro sábado de julho é comemorado como o Dia de Alice, que é coordenado pelo The Story Museum em Oxford, um museu único e experimental para crianças. Com Tea Party, contação de histórias e jogos de Mad Hatter, além da festa de um Chapeleiro Maluco (para adultos) .

Fotos de https://teatimeinwonderland.co.uk e https://www.experienceoxfordshire.org

Inspirações para este post:

The Ultimate Guide to Alice in Wonderland in Oxford


https://teatimeinwonderland.co.uk

This entry was posted in Inglaterra, Oxford
Renato

Viajar é conhecer lugares diferentes. Nossa proposta não é apenas viajar para os locais, é ir além. É passar um período maior, interagir com as pessoas da cidade e sentir a cultura e o dia a dia de cada local. Da lista de países que conheci, optei por morar em alguns lugares para vivenciar a experiência com mais profundidade e poder compartilhar com mais detalhes e exatidão além de descobrir os segredos de cada local, não se limitando aos pontos turísticos mais famosos.

3 thoughts on “Alice no País das Maravilhas. Um guia de Oxford

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.